Segunda-feira, 7 de março, 12h30. A Praça do Bosque, no centro de Trancoso, já reunia público expressivo em volta do palco onde uma formação camerística da Orquestra Experimental de Repertório, de São Paulo, começou a apresentar uma fábula contada por meio da música. “Pedro e o Lobo”, a obra que o compositor russo Sergei Prokofiev concebeu em 1936, encantou crianças e adultos no primeiro concerto ao ar livre do festival Música em Trancoso de 2016. Para quem conhece e para os que ouvem pela primeira vez, “Pedro e o Lobo” é sempre uma composição envolvente, cuja finalidade inicial era ensinar às crianças a sonoridade de cada instrumento musical. Cada personagem da história representa um instrumento. O naipe de cordas, por exemplo, refere-se a Pedro. As trompas referem-se ao lobo. Um narrador se encarrega de conduzir a história e, desta vez, quem assumiu este papel foi Carlo Lovatelli, presidente da Associação Música em Trancoso.

newspaper templates - theme rewards