O Música em Trancoso já se tornou um ponto de confluência de grandes solistas da música clássica internacional.

Muitos deles retornam a cada ano, o que permite uma certa aproximação entre o público e artistas extraordinários – como Rüdiger Liebermann, Benoît Fromanger, Walter Seyfarth, Michael Hell, Lorenz Nasturica Herschcowici. Ao mesmo tempo, o festival sempre traz novidades.

A mezzo-soprano Angelika Kirchschlager, grande dama do canto lírico, fez sua estreia no Música em Trancoso neste ano, assim como o trompista Jörg Brückner. Para completar, há os novos talentos da cena internacional.

Dois deles – o barítono austríaco Rafael Fingerlos e o fagotista sueco Sebastian Stevensson, ambos de 29 anos – estão se destacando na programação de 2016 não só pelo talento mas também pela empatia que criam com a plateia. Todos estes nomes estiveram no palco do festival na noite intitulada “Ópera”, na sexta-feira, acompanhados de uma excelente orquestra brasileira – a Sinfônica de Minas Gerais. Programação tão generosa é o que faz o Música em Trancoso tão especial.

newspaper templates - theme rewards