Angelica de la Riva

Soprano

“…Angelica de la Riva, envolta de maneira fascinante em uma cadeira, expressava seus pensamentos digitando no seu Macbook. A vulnerável de la Riva emergiu como o proprio personagem.” Opera News sobre a opera Horas Vacias estrelada no Lincoln Center em NY.

Soprano Brasileiro-Cubana radicada em Nova York, vencedora do prêmio Mérito Cultural Carlos Gomes por seu trabalho na divulgação da Musica Clássica Brasileira ao redor do mundo e aclamada pela critica por sua presença cênica e versatilidade vocal, Angelica de la Riva protagonizou a opera monodrama Las Horas Vacias de R. Llorca, regida por E. Plasson, no Lincoln Center, NY – CD lançado por Columna Musica e no Teatro São Pedro em Sao Paulo, regida pelo Mo. A. Soriano e dirigida por J. Schamberger. Recentemente Angelica teve seu debut na China sob a batuta do Mo. Van de Velde acompanhada Orquestra Sinfónica de Shenzhen; Em 2010 teve seu debut no prestigioso Carnegie Hall em Nova York, onde desde então se apresenta regularmente.

Outras apresentações: L’Italiana in Algieri, Rossini sob Mo. Boudharam, Orchestra Filarmónica de Praga em Paris, Melodie Dialogue e mesma produção com a orquestra de St. Luke’s no seu Lincoln Center debut sendo a primeira Soprano Brasileira a se apresentar no Avery Fisher Hall; Passion in Venice Museu de Artes Bíblicas. Também NY,  estreiou The Rise and Fall of the First World Opera de M. Kowalski, no papel principal de Filomena; Poppea – L’Incoronazione di Poppea, A Condessa – Le Nozze di Figaro, La Chatte/L’Ecureuil – L’Enfant et les Sortilèges, Desirée – Stephen Sondheim’s A Little Night Music sob Mo. R. Barret no Brooklyn Center for the Performing Arts, Sandrina – La Finta Giardiniera LOT of NY; off Broadway: Manhattan Theater Group Shakespeare Festival como Titania em Fools in Love – Sonhos de uma Noite de Verão; Ceres em A Tempestade; Brahms Liebes Lieder e Neues Liebes Lieder. O Cavalinho Azul, Opereta de T. Rescala e Maria Clara Machado no Teatro Tablado in Rio de Janeiro, A Bela e a Fera Disney em São Paulo, Brasil. Inaugurou o Centro Cultural do Brasil em NY; Festivais: Fest. de Opera de Chiari/Milão, IIVA interpretou Nedda – I Paglicci, Musetta – La Boheme e Tosca; Fest. Westminster Choir College em Princeton; XXXVIII Fest. Internacional de la Cultura na Colômbia; Moment Musicaux em Normandie, França, Brasil: Fest. Vale do Cafe, Dell’Arte, Rio Music Week e outros. Jay Pritzker Pavillion, Millenium Park em Chicago, Strathmore em Washington, D.C, CCBB, TMRJ, Sala Cecilia Meireles RJ, Teatro Adolfo Mejia Cartagena.

Festival Rio Cello Encounter, Concertos em homenagem ao Centenário do compositor espanhol Enrique Granados e aos aniversários de 120 anos de  morte e 180 anos de vida de Antonio Carlos Gomes, “Sinatra-Jobim Sessions” tour, Festivais de Musica em diferentes teatros nos E.U.A, Europa e America do Sul. Angelica de la Riva que foi campeã Brasileira de remo, cantou o Hino Olímpico na Cerimonia de Abertura do COI para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Em 2014, foi  convocada pelo técnico da seleção Brasileira para retornar a sua equipe e buscar uma vaga para Rio 2016 .

Para  mais  informações: www.angelicadelariva.com

newspaper templates - theme rewards