Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro

Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro: uma fonte de vitalidade para o Brasil

O padrão de excelência que sempre conduziu as programações e atividades do Mozarteum também é premissa para esta Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro, que começará sua trajetória sob a batuta do maestro Carlos Moreno. Músico cheio de talento e generosidade, ele traz preciosas experiências como regente titular da Orquestra Experimental de Repertório de São Paulo, uma das mais instigantes formações orquestrais do País.

Mais de 100  músicos já estão envolvidos com a OAMB – 83 efetivos e 42 entre os suplentes. É uma quantidade expressiva, que certamente será fonte de inspiração para a juventude brasileira, assim como para plateias de todas as idades.

Já em sua apresentação de estreia, a OAMB estará convivendo com grandes músicos internacionais durante o intenso intercâmbio promovido pelo Música em Trancoso, nosso consagrado festival que realizará sua 6º edição em março de 2017. Em seguida, nos primeiros dias de maio, nossa  Orquestra participará do Concerto de Gala na Sala São Paulo, que trará pela primeira vez ao Brasil uma das maiores estrelas do canto lírico mundial – a soprano alemã Diana Damrau, que cantará em companhia de outro grande artista, o baixo-barítono francês Nicolas Testé.

Este início privilegiado de carreira certamente trará não só visibilidade como também influências significativas para a Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro.

A Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro nasce sob a mais elevada expectativa de que estamos proporcionando ao Brasil um bem de valor incalculável, que traz vitalidade ao momento presente e novos impulsos para um futuro promissor.

 

newspaper templates - theme rewards