Aos 71 anos, Cesar Camargo Mariano já acumula quase 60 de experiência na área musical. O artista começou cedo, tanto que foi chamado de “o menino prodígio que toca jazz” em sua primeira apresentação na rádio Globo do Rio. Ao longo de sua carreira, fez parceria com Elis Regina, gravou discos importantes para a história da música brasileira e foi o primeiro a usar um teclado sintetizador em seus arranjos.

Acompanhe, a seguir, um pouco da vida deste internacionalmente reconhecido pianista, compositor, arranjador e produtor!

A história de Cesar Camargo Mariano

Tudo começou quando o compositor ainda tinha 13 anos de idade e ganhou o seu primeiro piano. Curioso, Cesar logo começou a tocar o instrumento. Mesmo sendo filho de professor de música, Cesar desenvolveu seu talento tocando de ouvido. Antes mesmo de completar 16 anos – quando foi aceito na orquestra de William Furneaux e tornou-se músico profissional – Cesar já havia participado de um programa da rádio Globo do Rio e de um comercial para TV Record (como dublê de Nat King Cole – uma grande inspiração para Cesar).

Um pouco depois, em 1962, o arranjador monta o Três Américas, um conhecido grupo de baile brasileiro, do qual Cesar fez parte por três anos. 1962 foi um ano importante para a carreira do músico, que gravou seu primeiro álbum junto com O quarteto Sabá. Alguns anos mais tarde, em 1967, Cesar escreveu seus primeiros doze arranjos, para o álbum de Marisa Gata Mansa.

Parcerias de sucesso

A história profissional de Cesar Mariano é repleta de parcerias com cantores conhecidos. Com o cantor e coreógrafo americano Lennie Dale e o teatrólogo Solano Ribeiro, criou o primeiro espetáculo-show para teatro. O sucesso foi tão grande que o álbum do show, chamado Lennie Dale & Sambalanço Trio no Zum-Zum, recebeu dois prêmios “Jornal do Brasil”, nas categorias Melhor álbum e Melhor show.

Cesar também foi produtor, arranjador e diretor do cantor Wilson Simonal, participou do Festival das artes negras, na áfrica, com a cantora Elisabeth Cardoso e fez parcerias com grandes nomes do cenário musical, como Maria Bethania, Edu Lobos, Gal Costa, Rita Lee e Chico Buarque.

A vida com Elis Regina

Mas uma das mais importantes parcerias da história de Cesar foi com Elis Regina. Em 1971, a cantora o convidou para participar da produção do seu álbum Elis. A parceria deu tão certo que rendeu mais seis álbuns da cantora, inclusive Trem azul, o último da carreira de Elis. E a sintonia da dupla não ficou apenas na área profissional, Elis e Cesar foram casados por onze anos!

Deste casamento nasceram dois dos quatro filhos do músico, os também cantores Pedro Mariano e Maria Rita. Além deles, Cesar é pai de Marcelo Mariano (fruto do seu casamento com Marisa Gata Mansa), baixista, e de Luísa Camargo Mariano (filha do pianista e de sua terceira esposa, Flávia Mariano), produtora musical.

Em 1994, Cesar mudou-se para os Estados Unidos, onde continua atuando na área musical.

Cesar Camargo Mariano no festival Música em Trancoso

Cesar Camargo foi um dos destaques do festival Música em Trancoso deste ano. O envolvimento do compositor e arranjador com o festival já existe desde a primeira edição, tanto que ele foi condecorado com o nome “Dono da Bossa”, pelos diretores do festival! Desde 2012, já se apresentou com Monica Salmaso, Leni Andrade e Ivan Lins. Em 2015, dois dos convidados de Cesar foram Joe Locke e Paulinho da Viola.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a história da música brasileira?
Acompanhe o nosso site e descubra muito mais sobre o assunto!

newspaper templates - theme rewards

CADASTRE-SE

Cadastre-se e receba informações sobre o festival Música em Trancoso

Ok ! Seu e-mail foi cadastrado, aguarde !