A Noite Sinfônica, com solistas internacionais de primeira grandeza, proporcionou novos momentos de encantamento no Música em Trancoso de 2017. A primeira parte reuniu solos de diferentes instrumentos: Andreas Wittman, no oboé, Oscar Bohórques, no violino, Leonard Elschenbroich, no violoncelo, Pablo Rossi, no piano, Mathieu Dufour, na flauta, e Thomas Neuberth, no trompete, esbanjaram virtuosismo no programa com músicas de Beethoven, Mozart, Jacques Ibert e Frank Proto, do qual foi tocada a sua arrebatadora “Carmen Fantasie”.

Foi a oportunidade de conhecer estes músicos excepcionais, em um repertório que trouxe compositores menos conhecidos como Ibert, também autor de trilhas de cinema, e o americano Proto, que em sua carreira explorou paralelamente o jazz, apresentando-se com gênios como Dave Brubeck, Duke Ellington e Gerry Mulligan.

Contudo, a grande protagonista da noite foi a Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro. Além de acompanhar os solistas, apresentou na segunda parte uma brilhante interpretação da “Sinfonia Novo Mundo”, de Dvorak, sob regência do maestro francês Benoît Fromanger.

Estreante no festival, esta nova orquestra brasileira já demonstra alto padrão artístico. Seus 77 músicos comprovam o talento brasileiro, que precisa apenas de oportunidade para se equiparar ao que há de melhor do mundo. É o que o festival Música em Trancoso está oferecendo, para que esta jovem orquestra ganhe seu merecido destaque e reconhecimento.

Resumo do dia

newspaper templates - theme rewards

IngressosComunidade

Cadastre-se e receba um e-mail avisando quando os ingressos estarão disponíveis

Ok ! Seu e-mail foi cadastrado, aguarde !